Revelação: Velvia ISO 100 puxado para 400. Redscale?

Minha surpresa foi enorme!

Já tinha usado os filmes slide da Lomography várias vezes e o processo cruzado me rendeu fotos lindas, sempre com cores fortes. Mas pela primeira vez eu fotografei com um filme que (agora eu sei) é totalmente imprevisível!

Comprei um Velvia, da Fuji, lá na Ticcolor. Ele era rebobinado e venceu em abril do ano passado. Como sou fã de ISO alto, puxei o 100 para 400. E para piorar, revelei em processo cruzado. De certeza, apenas a surpresa que eu teria com o resultado final.

Eu só não esperava que seria tanto! Ele ficou mesmo parecendo um redscale.

Logo de cara, comecei a pensar em milhares de alternativas: será que o filme estava ao contrário e eu não vi? (Como um redscale caseiro? Porque ele era, afinal, rebobinado…) Mas eu teria percebido isso, mesmo sendo tão desligada. Será que era um redscale mesmo? Não, não era. Então por que raios ficou assim?

Pesquisando, perguntando, conversando… vi que o Velvia mesmo que é imprevisível em processo cruzado. Ainda mais com ISO puxado. E vencido! Ou seja: abusei e o resultado ficou abusado.

Agora vamos ao resultado… Ah! Usei a Canon AT-1 do coração, porque não consigo mais largar ela.

80240001

80240016

Edgar tentando se acertar com o foco da AT-1… sem sucesso. Mas ficou bom mesmo assim. ;)

80240017

80240019

80240020

80240024

80240028

 

É isso! Próximo post: Instax Mini do amor! <3

Um comentário sobre “Revelação: Velvia ISO 100 puxado para 400. Redscale?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *