Mais amor, por favor.

Curitiba, sua linda!

Esse blog já tem postagens sobre São Paulo, Santiago, Lisboa… E nada sobre a minha cidade. Percebi que sempre a fotografava, mas nunca com um foco específico nela, ou seja, sair para fotografar Curitiba em si, a cidade como o principal motivo da saída fotográfica.

Fiz isso há duas semanas. Peguei a câmera e fui para o centro, em uma sexta-feira cinzenta, com a melhor cara que Curitiba sabe fazer. Passei pelo centro histórico, principalmente, porque é um dos meus lugares favoritos – ainda mais nos dias de semana, quando ele é mais calmo e menos movimentado. Antes disso, almocei na Pastelaria Brasileira, na frente da Biblioteca Pública. Vale a indicação, porque é o melhor pastel do universo mundial das galáxias. Todas elas.

Usei a Canon AT-1, por motivos de: amor puro. Também usei um Kodak Ultramax 400, um filme que sempre me reserva bons resultados. Mas uma das fotos (uma das mais legais, diga-se de passagem) era a última do Superia X-tra 400, então, começo com ela.

Vamos ver então um pouco dessa cidade que eu tanto critico, mas que realmente amo.

Porque fotos que dão errado são uma das coisas mais legais da fotografia analógica.

Porque fotos que dão errado são uma das coisas mais legais da fotografia analógica.

Bebedouro do Largo.

Bebedouro do Largo.

Prédio do antigo Bills, melhor/pior boteco de rock'n'roll que essa cidade já teve,

Prédio do antigo Bills, melhor/pior boteco de rock’n’roll que essa cidade já teve,

Quantos litros de vinho foram consumidos aí?

Quantos litros de vinho foram consumidos aí?

DANIELE3-R1-32-5

Leminski, só observando.

Leminski, só observando.

Mais amor, por favor.

Mais amor, por favor.

Por baixo da Travessa.

Por baixo da Travessa.

Lambe.

Lambe.

Recriando uma foto que fiz com a Agfa há mais de um ano atrás.

Recriando uma foto que fiz com a Agfa há mais de um ano atrás.

O Sambaqui do Café do Paço. Altamente recomendado!

O Sambaqui do Café do Paço. Altamente recomendado!

Petit-pavé e seus desenhos.

Petit-pavé e seus desenhos.

Paço da Liberdade

Paço da Liberdade

Calçadão da XV

Calçadão da XV

DANIELE3-R1-12-25

É isso. ;)

São Paulo, mais uma vez…

As viagens à São Paulo têm sido algo minimamente anual, e eu não reclamo nem um pouco disso. Por mais que o custo de passagem/hotel seja muito mais alto do que simplesmente comprar um ingresso, confesso que até gosto quando o show não é em Curitiba. O barato é que aí ganhamos um passeio “forçado“, que não faríamos sem um bom motivo (ou desculpa).

Dessa vez, foi para ver o Megadeth. De novo. <3

E para passar o feriado na maior cidade do país, levei a Canon AT-1, equipada com o Fujifilm Superia X-tra 400. Eu já tinha fotografado com esse filme, levei ele nas minhas férias, em janeiro. No entanto, sofri com a massiva exposição ao raio-X, e o filme não reagiu tão bem. As cores ficaram lindas, mas algumas fotos saíram manchadas e um pouco “apagadas”.

Dessa vez, o teste foi completo. ;)
Além de andar pra cima e pra baixo na Paulista, como sempre gostamos de fazer, também visitamos a feira da praça Benedito Calixto, que acontece aos sábados. Muita gente, muita coisa linda, muitas lojas legais ao redor, uma praça de alimentação cheia de coisas gostosas e um chorinho pra fechar o pacote.

A rua favorita.

A rua favorita.

Primeira vez na Benedito Calixto. Passeio obrigatório!

Primeira vez na Benedito Calixto. Passeio obrigatório!

348640DANIELE-R1-19-20 348640DANIELE-R1-18-19

Pode levar tudo?

Pode levar tudo?

Mais brinquedos na Benedito Calixto.

Mais brinquedos na Benedito Calixto.

Sobre saudade das férias...

Sobre saudade das férias…

Chorinho na Benedito Calixto.

Chorinho na Benedito Calixto.

Nunca para.

Nunca para.

Final da Paulista.

Final da Paulista.

Senhor na Paulista.

Senhora na Paulista.

Tricô de rua na Haddock Lobo.

Tricô de rua na Haddock Lobo.

Meu amor. <3

Meu amor. <3