Revelação: Kodak Colorplus ISO 200 puxado para 800

Puxar o filme é a nova onda do momento? Não sei, mas por aqui tem sido. Sou fã declarada de ISO alto e quando pego um filme de valor baixo na mão agora já mudo. Isso tem acontecido, em especial, por conta da oferta de filmes slide sempre com ISO baixo, mas acabo fazendo isso com os negativos também.

O teste da vez foi com um Kodak Colorplus ISO 200. Puxei ele para 800, mas confesso que esperava ver mais grãos, cores um pouco mais dramáticas. Mesmo assim, considerando que foi em negativo e que, portanto, não foi revelação em processo cruzado, achei que o resultado ficou bem legal, e com cores fortes, próximas as da revelação do X-pro da Lomography puxado para 400.

Usei esse filme no dia das mães, para registrar o churrasco com a família reunida. Estava um dia bonito, com sol, o que ajudou bastante. As fotos de família ficam pra postagem de Facebook mesmo, rs. Mas escolhi algumas imagens para compartilhar aqui.

Ah, a câmera que eu usei foi a Canon EOS 3000n.

54540001

54540003

54540004

Jardim da vó. <3

54540035

Dia de Atletiba.

54540027

Harley dos primos.
Essa foto ficou escura por culpa da anta por trás da câmera mesmo, haha.

54540007

Marido, sempre.

É isso. Gostei desse filme, sabe?

Dani

Primeira revelação: Canon AT-1

Cá estou eu depois de muitos dias. As coisas seguem corridas, mas não posso reclamar. Muito trabalho para colocar em dia!

Hoje vim para mostrar o resultado da primeira revelação da amada Canon AT-1 – que agora ficou mais amada ainda! Gostei muito do resultado, mas chegar até ele não foi tão simples.

O primeiro problema foi na hora de colocar o filme. Não encaixei direito e então aquilo que todos que fotografam em analógica temem aconteceu: cheguei ao número 36 do contador para descobrir que o filme não estava rodando. Eu percebi mesmo que estava indo longe demais e que rodava com “pouco barulho“, mas como achei que estava bem encaixado, deixei… O problema é que ele soltou da bobina logo nos primeiros frames e eu não percebi. =/

Mas, após superar esse trauma, encaixei de novo e me certifiquei de que estava rodando (o que me custou alguns frames, como esperado). E aí o que eu levei quase um mês para fotografar antes, acabou em três dias, tamanha era a minha ansiedade.

Para esse primeiro teste, usei um Kodak Pro Image ISO 100, um filme bem básico. Como não sou fã de flash em nenhum momento do dia, puxei o filme para ISO 400, e o resultado ficou muito legal.

Agora, vamos às fotos!

54530005

Marido, sempre cobaia. <3

54530018

Um dia nublado e mesmo assim gostei das cores.

54530017

Foco não está 100% nessa, mas mesmo assim eu gostei.

54530011

Porque eu também gosto de aparecer nas fotos.

54530020

Algumas fotos ficaram bem escuras, mas não sei exatamente porque. De modo geral, me dei bem com o fotômetro dela.

54530022

Outra que eu errei um pouco a mão no foco. Mas gostei!

54530023

Dia nublado, ambiente fechado, luz natural. Focar em movimento com a Canon AT-1 não é muito fácil, mas quando se acerta o foto é preciso. A foto acima é outro exemplo de um erro que eu gostei.

54530026

54530027

Minha sogra quando pequenina do lado de um Papai Noel totalmente assustador, hahaha.

54530037

Minha favorita. Uma foto no meio da tarde, com sol muito muito muito forte!

54530034

54530031

54530030

Aqui as fotos também foram feitas em lugar fechado, de noite, com pouca luz.

54530029

É isso! Eu estou apaixonada por essa câmera. Agora comprei um Velvia para fazer processo cruzado. Também vou puxar o filme e ver o que sai. Feliz feliz feliz com essa compra.

A próxima busca é uma Canonet! :)